quarta-feira, 3 de março de 2010

AINDA AS CHUVAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Interditada meia pista da Pompeu


Com as recentes chuvas que caíram em Araçatuba, o córrego Machadinho, que corta toda a Avenida Pompeu de Toledo, atingiu por diversas vezes sua capacidade máxima, causando diversos estragos. As chuvas do último fim de semana agravaram ainda mais a situação. Uma parte do talude, às margens do córrego, não suportou a pressão da água nem as erosões e cedeu. A secretária de Planejamento e Habitação, Denise Schneider, o secretário de Segurança Municipal, Dr. Delcir Getúlio Nardo e o secretário da SOSP – Secretaria de Obras e Serviços Públicos – Tadami Kawata, estiveram presentes no local na manhã de hoje, 02, para avaliar os danos.

Denise disse que não há medidas paliativas para o local. Cerca de 3,5 milhões de reais estão previstos para obras iniciais. A SOSP e o Planejamento estudam algumas medidas para tentar minimizar os danos e preservar a integridade física de quem passa pelo local. Várias medidas estão sendo estudadas. Uma delas é o desvio do fluxo de águas nas partes mais afetadas para diminuir a erosão. A princípio, a Prefeitura vai tomar medidas para proteger a vida e proporcionar segurança para quem transita pelo local. Tubos de concreto sinalizados vão interromper uma das pistas. Haverá um espaço para pedestres circularem. O município espera os 5 milhões do Governo Federal para iniciar as obras. Funcionários da SOSP vão recolher parte das estruturas de metal que estão dentro do córrego.

FONTE:
Yago Monteiro – Assessor de Imprensa

DECOM – Departamento de Comunicação Social

PMA – Prefeitura Municipal de Araçatuba

Nota do Editor:
Alguns flagrantes das chuvas de domingo à tarde - 28/fev/2010


Isto está ocorrendo por que nem o Poder Público e nem a população jamais se preocuparam com o tema:

DRENAGEM URBANA

A falta de Planejamento do Poder Publico e a falta de conscientização da população são as responsáveis por estas tragédias.


Uma luz no fim do túnel:

Agora que a Câmara de Vereadores aprovou um projeto do Executivo Municipal, autorizando (antes a lei proibia) que os moradores possam coletar, armazenar, tratar e reutilizar as águas provenientes das chuvas, as águas pluviais, é que veremos o exercício da CIDADANIA, será que as pessoas irão fazer isto, contribuindo assim para a diminuição das enchentes e dos alagamentos nas partes mais baixas da cidade,será?

Vale lembrar que hoje, nenhum empreendimento tem aprovada a sua execução sem que sejam executadas galerias e obras de drenagem em conformidade com as legislações pertinentes, isso é o mínimo que se esperava de uma Administração preocupada não só com o PRESENTE mas principalmente com o FUTURO da nossa cidade, coisa que nos últimos 20 anos não acontecia.

Nenhum comentário: